.

.
.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Se Eu Fosse...



O desafio foi proposto pela prof. de Lingua Portuguesa e o mote era "Se eu fosse..."
Eis o resultado.

Hoje sou um par de botas,feitas de pele de urso.Já sou muito velha por isso não tenho nínguém que me calçe.
Já fui nova e já passei por muitos sítios mas nesta caixa de sapatos ninguém se lembra de mim.
Lembro-me do dia em que fui fabricada, quando colocaram-me à venda numa loja e do dia em que fui vendida a uma senhora muito simpática.
Eu conto-vos como foi:
Primeiro fui para uma fábrica onde me cozeram e onde me colocaram as peles de urso. Depois fui para uma em que, fui colocada como uma estrela na primeira parteleira da montra e passado alguns momentos uma senhora olhou para mim e não resistiu, entrou e comprou-me.
A senhora, mal chegou a casa calçou-me e andei pela casa fora, como estava tão contente até dava pulos de alegria.
Viajei por muitos sítios que não conhecia, a senhora que me comprou a mim e à minha irmã andava sempre a viajar, pois eu até ali só conhecia a fabrica e a loja.
Depois de tantas viagens a novos sítios fui conhecendo novos amigos e amigas como outras primas minhas, uns botins Italianos quando visitamos Roma, um casaco que a minha dona comprou em Paris numa das suas visitas a França, umas luvas que comprou na Colombia e outras coisas que foi comprando por esse Mundo fora.
Hoje estou dentro de uma caixa velha, com pó e alguns buracos, mas não pensem que eu estou trite porque apesar de não ser usada pela minha dona tenho estas boas memórias todas guardadas.

Este texto foi criado por mim Fevereiro de 2011

10 comentários:

xunandinha disse...

Cada vez admiro mais a capacidade que tens para construires histórias, que te mantenhas sempre inspirada e estimulada para criares as tuas histórias
um grande beijo da mamã

Socorro Melo disse...

Oi, Nina!

Que história mais linda! Adorei.
Você é muito criativa, detalhista, e consegue prender a atenção do leitor, do começo ao fim, e isso é maravilhoso. A conclusão foi fantástica.

Parabéns, querida!

Beijos
Socorro Melo

Esplendor da criação disse...

Oi Nina,
vim conhecê-la, vi sua mãe falando do seu blog. Achei lindo é isso aí, com apenas dez anos escrevendo assim. Olha tens um futuro brilhante. Vai firme. Já sou sua fã. Bjus.

SoraiaSilva disse...

Que história mais bonita que tu criáste Joaninha :)
Muitos Parabéns!!!
Beijinhos*

orvalho do ceu disse...

Oá, querida Nina
Ficou ótimo!!!
Me recordou um texto que fiz no curso ginasial(antigo) e criei uma história do lápis... todo o processo... tirei 10... foi inesquecível!!!
Persevere na arte doce da escrita, vale muito a pena!!! Vc tem talento, m enina!!!
Tem um convite em meu post de hoje pra vc e gostaria tanto que aceitasse (consulte à mãe)...
Bjm de paz

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Joana...Se eu fosse você eu continuaria escrevendo...então...continue escrevendo viu!!
Rsrs...um abraço na alma
Bjim

Bombom disse...

Nina, antes de mais, os meus Parabéns
pela tua imaginação e criatividade.
Gostei muito deste teu conto. O que disse a tua Professora de Língua Portuguesa?
Não te esqueças que para aprenderes a escrever cada vez melhor, deves estudar bem a Gramática e a Ortografia. Para esta última, sâo óptimos os exercícios de Cópia de Textos e os jogos de Famílias de Palavras (difíceis).
E fico à espera do próximo Conto!
Um beijinhos desta avó que te acompanha. Bombom

angela disse...

Muito boa a história e a narrativa. Parabéns.
beijo

gatinhafofa disse...

olá Nina querida!! excelente historia,excelente texto!! és maravilhosa!! muitos beijinhos com votos de uma magnifica semana!!

Sofipinta disse...

Oláa Nina. mas este texto merece nota 20 está lindo!!!!

Beijinhos